Ordem do Caminho Errante

No Reino da Estrela, onde a magia abunda e a influência dos deuses é por vezes palpável, acontecem coisas fantásticas, que o comum dos mortais não pode sequer começar a compreender. Muitas raças humanóides, em especial os humanos, tão depressa veneram esses poderes superiores pela riqueza, poder ou pura comodidade que eles podem proporcionar, como os temem pela sua capacidade destrutiva e origens obscuras – regra geral o medo é proporcional à ignorância.

Aqueles poucos que nascem para aspirar a algo maior, a quem essas forças desconhecidas apelam, ou têm a sorte de crescer num ambiente iluminado, ou estão para sempre condenados a ser tratados como alienados da sociedade. Alguns vivem para sempre reprimidos, tentando ocultar a sua diferença e ansiando pela dita normalidade. Outros acabam por desenvolver um ódio profundo pela comunidade que os desprezou e humilhou, procurando vingar-se de qualquer forma possível. Alguns dos mais terríveis vilões de que há memória foram em tempos apenas pessoas diferentes, que os outros não souberam aceitar.

A Ordem do Caminho Errante tem conhecimento da existência destas pessoas especiais e das suas dificuldades. Um grupo muito antigo de pessoas de diferentes raças, culturas e conhecimentos, dedica-se a percorrer as terras do Reino da Estrela em busca daqueles que são diferentes. O seu principal objectivo é evitar que o talento e capacidades únicas destes indivíduos sejam desperdiçadas, ou pior, acabem por extravasar num ataque de fúria contra aqueles que os rodeiam.

Esta ordem acolhe crianças que mostram um talento inato para a magia, arcana ou divina, ou que foram ostracizadas da sua terra natal. Estas crianças crescem nesta comunidade nómada, onde têm uma família acolhedora, e a possibilidade de aprender mais sobre aquilo que são. Sob a tutela de feiticeiros, druidas, cléricos e outros ligados à magia e ao divino, desenvolvem o seu dom natural, tornando-se eles próprios mestres da sua arte.

Quando chegam à idade adulta e alcançam não só o conhecimento dos seus poderes mas também a aceitação da sua pessoa, é-lhes dada a escolha de partir e procurar o seu lugar e papel no mundo, ou ficar com a Ordem e ajudar a criar a próxima geração.

Ordem do Caminho Errante

As Cronicas do Condado das Nuvens shaarlander